Traveling is like flirting with life. It’s like saying, ‘I would stay and love you, but I have to go.
Lisa St Aubin de Terán

(via coffeeinthemountains)


37/52 _ Já recuperada da cabeça partida, a comer pão com doce na esplanada. A nossa aflição foi maior que o teu golpe.
| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |

37/52 _ Já recuperada da cabeça partida, a comer pão com doce na esplanada. A nossa aflição foi maior que o teu golpe.

| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |


Na hora inteira de viagem, vagarosa mas agitada pelos solavancos típicos de um comboio que já trabalhou demais, acordam memórias das idas-e-voltas que fiz na companhia da minha mãe. Primeiro como criança, com as pernas penduradas a baloiçar nos enormes bancos de napa remendados a preceito, sempre complementadas com longas caminhadas para o seu trabalho ou pelas ruas de Lisboa. Mais tarde - já de pés assentes no chão - vejo-a adormecer com o crochet na mão sem perder uma malha ou deixar passar a estação de saída. Quando fui estudar para longe era ela que me enviava ou esperava numa das pontas da linha, até não poder ser.

Agora que regressei ao embalo perdido, preferia não o ter encontrado.


Wes.


Jumping puddles. [Bateu com a cabeça na creche. O médico disse que estava partida, mas que o golpe era pequeno e preferia não coser, porque também a paciente era pequena demais. Saiu de lá de rede elástica na cabeça e pronta para brincar.] #littlemissema  (at Praça Rodrigues Lobo)

Jumping puddles. [Bateu com a cabeça na creche. O médico disse que estava partida, mas que o golpe era pequeno e preferia não coser, porque também a paciente era pequena demais. Saiu de lá de rede elástica na cabeça e pronta para brincar.] #littlemissema (at Praça Rodrigues Lobo)


36/52 _ O alerta amarelo passou-nos ao lado e no Domingo à tarde fomos passear. Depois de irmos ao café do Vasco comer um gelado, correste e andaste de trotinete e brincaste até mais não. Sentei-te no marco do correio para garantir que paravas um minuto, enquanto o pai abria o carro.
| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |

36/52 _ O alerta amarelo passou-nos ao lado e no Domingo à tarde fomos passear. Depois de irmos ao café do Vasco comer um gelado, correste e andaste de trotinete e brincaste até mais não. Sentei-te no marco do correio para garantir que paravas um minuto, enquanto o pai abria o carro.

| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |


35/52 _ Apareceste à porta do meu quarto já vestida e calçada, a pedir uma trança.Disse-te: “Se vais andar na trotinete é melhor calçares ténis.” ao que prontamente respondeste a gesticular “Mas eu não vou andar de trotinete, vou andar de triciclo e isso não gasta sapatos, por isso vou de sandálias.”

| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |

35/52 _ Apareceste à porta do meu quarto já vestida e calçada, a pedir uma trança.
Disse-te: “Se vais andar na trotinete é melhor calçares ténis.” ao que prontamente respondeste a gesticular “Mas eu não vou andar de trotinete, vou andar de triciclo e isso não gasta sapatos, por isso vou de sandálias.”

| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |


34/52 _ Na feira de artesanato em Peniche, feliz com um gorro de urso-leão e churros simples com canela e açúcar.

| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |

34/52 _ Na feira de artesanato em Peniche, feliz com um gorro de urso-leão e churros simples com canela e açúcar.

| A portrait of my daughter, once a week, every week, in 2014. |